# 380



"Os seus movimentos atingem a fluidez de uma pena que paira na sua própria força gravitacional."

Texto: Tânia Magalhães
Foto: Teresa Marques dos Santos

Sem comentários:

Enviar um comentário