# 1546



"A garantia do nosso amor havia expirado e algo não estava a trabalhar bem.
Tentei desmontá-lo, para perceber como funcionava por dentro. Depois de o voltar a montar, sobravam peças... E continuava a não funcionar da melhor maneira.
É um mau hábito, acreditar que conseguimos arranjar o amor. Na verdade, somos nós que vimos com defeito de fabrico, não o amor."

Texto: A. M. Catarino
Foto: Cristina Henriques

Sem comentários:

Enviar um comentário